Theatro São Pedro - Porto Alegre

Tons In Bossa: uma homenagem a Leny Andrade

Trata-se de um projeto idealizado pelo grupo Rosana Marques e banda que desde o ano passado vem realizando estudos acerca deste importante movimento da música brasileira.

Além de percorrer a obra dos ícones bossa-novistas como o maestro Antônio Carlos de Almeida Jobim (1927-1994), Vinicius de Moraes (1913-1980), Carlos Lyra (1933), Menescal (1937), João Gilberto (1931), dentre outros, o grupo dedicou-se na pesquisa de compositores pouco conhecidos mas que igualmente foram responsáveis pelo surgimento da bossa nova no Brasil, como: Jonhy Alff (1929-2010), Luis Eça do Tamba trio (1936-1992), João Donato (1934), Durval Ferreira (1935-2017), Mauricio Einhorn (1932), dentre outros. Haviam duas correntes no movimento, a bossa mais cult, dos jovens compositores da zona sul carioca, e a bossa mais jazzística, dos músicos da Vila Isabel, zona norte do RJ.

Uma das maiores intérpretes desse lado “pesado” e “Jazzístico” do movimento é Leny Andrade (1943). Com 60 anos de carreira e 75 de idade, ela domina com grande habilidade a técnica dos scats singing (canto vocalizado do Jazz), que aprendeu com outra grande intérprete e compositora do movimento, Dolores Duran (1930 – 1959). Além disso, sua versatilidade transita por baladas românticas, boleros, salsas, sambas canção e sambas jazz, com uma boa dose de técnica e emoção, sem que uma anule a outra.

O grupo Rosana Marques e banda que desde 1990 dedica-se a obra de compositores e movimentos da nossa música, traça um paralelo entre estas duas correntes da bossa, tendo como referência Leny Andrade.
Show
Os expectadores assistirão a um repertório devidamente selecionado que inclui refinados medleys jobinianos, como: “Wave – Garota de Ipanema”, “Ela é carioca – Só danço samba”,” Brigas nunca mais – Discussão”; sambas-afrobrasileiros dos parceiros Vinicius de Moraes e Baden Powell, “Consolação – Berimbau”; sofisticados temas do compositor Jonhy Alff “Eu e a brisa” e “Céu e mar”; a brejeirice do pianista e compositor João Donato nas canções “A rã-Bananeira” e “Nasci para bailar” além das consagradas “Estamos aí-Batida diferente” e Durval Ferreira e Mauricio Einhorn e os sambas de Cartola “Corra e olha o céu-O sol nascerá”, dentre outras. Os arranjos são criados pelo grupo que é composto por Rosana Marques (voz), Alexandre Alles (teclados), Lucas de Almeida (contrabaixo acústico), Hermínio Junior (saxofone alto e tenor) e Rhuan de Moura (bateria).
O show contará com a participação especial do Grupo Vocal MPB que interpretará temas de Roberto Menescal e Dolores Duran.

DATA: 02/08, sexta-feira
HORÁRIO: 19h
LOCAL: Sala da Musica do Theatro São Pedro – Praça Marechal Deodoro
INGRESSOS: ENTRADA FRANCA (Antecipados – Na sede Matriz da Escola de Música Cordas & Cordas – Av. Independência 423)