Theatro São Pedro - Porto Alegre

Theatro São Pedro celebra seu aniversário de 161 anos com série de homenagens de funcionários da casa

Hoje, o Theatro São Pedro completa 161 anos. Uma história construída por pessoas que acreditam no poder transformador da cultura, como é o caso de Carlos Antônio de Campos Ferreira, de 39 anos, morador da Lomba do Pinheiro, em Porto Alegre.

Carlos trabalha no São Pedro há quase cinco anos, na área de serviços gerais. Durante seus intervalos, dedica-se a fotografar e filmar os espaços desta casa centenária, com o objetivo de divulgar o teatro, publicando-as em suas redes sociais. “Muita gente não conhece. Passa por fora e não sabe como é por dentro. Como sou funcionário da casa e trabalho na limpeza, resolvi tirar essas fotos para mostrar como é a beleza que tem no nosso teatro”, declara.

A fotografia entrou em sua vida no ano de 2009, pois tirava fotos da sua família, com um equipamento simples. Mais tarde, foi se aperfeiçoando tecnicamente e expandindo sua temática para fotografias artísticas, como é o caso das fotos que tira do teatro. Contudo, sua expressão não se limita apenas aos flashes. Há vinte anos é músico de hip hop gospel, romântico e dançante, conhecido artisticamente como Manokidrs.  No dia 31 de julho, ele irá se apresentar no projeto Musical Évora, ao lado de seu filho, Maycon Rutherford. O show, ocorre na Sala da Música do Multipalco Eva Sopher, às 12h30min, com entrada franca. Além disso, um de seus trabalhos, um vídeo em homenagem aos 161 anos do Theatro São Pedro, que mostra detalhes arquitetônicos da casa, será transmitido no telão do teatro, antes dos espetáculos.

Carlos declara que a fotografia representa a vida e que, através disso, pode-se transmitir a felicidade. Tendo o Theatro São Pedro como inspiração, relembra, com carinho, de Dona Eva Sopher, e a missão que ela nos deixou de cuidar e divulgar o Theatro São Pedro, sempre “fortes e firmes”.

Ao longo deste 27 de junho, o Theatro São Pedro estará divulgando, nas redes socais (Instagram e Facebook), depoimentos de seus funcionários que, assim como Carlos, mantem viva a missão de Dona Eva.