Theatro São Pedro - Porto Alegre

Projeto apresenta “Tempos de Solidão – Missa do Orfanato”, espetáculo cênico com música de Mozart

Secretaria de Estado da Cultura, Fundação Theatro São Pedro e Instituto de Artes da UFRGS apresentam Tempos de Solidão – Missa do Orfanato, espetáculo cênico com música de Mozart que retrata a solidão no mundo contemporâneo em três apresentações, no Theatro São Pedro, dias 04 e 05 de junho, com entrada franca.

A quinta edição do Projeto “Ópera na UFRGS”, apresenta o espetáculo cênico-musical “Tempos de Solidão – Missa do Orfanato”, com base na música de Mozart. As apresentações serão nos dias 04 e 05 de junho, sábado às 20h e domingo às 15h e 18h, no Theatro São Pedro, com entrada franca mediante a doação espontânea de alimento não perecível ou agasalhos. Este ano, o projeto conta com a parceria da Secretaria de Estado da Cultura e Fundação Theatro São Pedro.

A equipe do espetáculo é composta por professores e alunos do Instituto de Artes da UFRGS, além de músicos convidados. São mais de oitenta artistas, entre orquestra, atores e coro. O projeto tem a direção geral da diretora do Instituto de Artes, professora Lucia Carpena, direção cênica da professora Camila Bauer, direção vocal da professora Luciana Kiefer e direção musical do maestro Diego Schuck Biasibetti.

Este ano o projeto diversificou sua proposta ao trabalhar com a “Missa do Orfanato”, de Mozart. O compositor austríaco Wolfgang Amadeus Mozart tinha doze anos de idade quando compôs a “Missa Solene em dó menor, K. 139/47a”, também conhecida como “Missa do Orfanato” porque foi utilizada na primeira celebração realizada na Igreja do Orfanato, em Viena, no dia 7 de dezembro de 1768.

Aceitando o desafio de “encenar uma missa com alunos em uma faculdade de arte”, os diretores de “Tempos de Solidão – Missa do Orfanato” optaram pela criação coletiva. Os alunos levaram aos ensaios suas experiências, sentimentos e análises sobre o tema da solidão, apropriados pelo grupo para a criação das cenas. Assim, o espetáculo foi construído a partir das inquietações e vontades dos envolvidos, inspirados pelo conceito de orfanato e pelo tema da solidão, abordado a partir de um olhar contemporâneo.

A montagem de “Tempos de Solidão – Missa do Orfanato” pelo Instituto de Artes desafia cânones da musicologia. Como é próprio de um gênero (a Missa) que não foi pensado originalmente para a encenação, não há personagens ou fábulas definidas no texto da obra de Mozart, mas cantos religiosos que deixam espaço para a livre criação cênica e dramatúrgica. Mais do que uma reflexão sobre a solidão, a montagem é uma prece artística que anseia pelo fim do isolamento solipsista dos indivíduos do século XXI e pela restauração da comunicação verdadeira entre as pessoas.

Duração do espetáculo: 60 minutos
Classificação etária: 14 anos

Ingressos: entrada franca, mediante a doação espontânea de 1kg de alimento não perecível ou agasalho.
Retirada dos ingressos: a partir de 1° de junho na bilheteria do Theatro São Pedro (das 13h às 18h em dias normais e das 13h até a hora de início do espetáculo nos dias de apresentações)

Ficha técnica
Coordenação do Projeto “Ópera na UFRGS”: Professora Lucia Carpena (Diretora do IA/UFRGS)
Direção Cênica: Profa. Camila Bauer (DAD)
Direção Musical e Regência: Diego Schuck Biasibetti
Direção Vocal: Professora Luciana Kiefer (DEMUS)

Coro
Sopranos: Amani Chedid, Ana Carla de Carli, Angélica de Baumont, Carla Knijnik, Deizi Nascimento, Eliana Pires, Elisa Fernandes, Marília Ludwig, Raquel Flores Araújo e Tayane de Carli
Contraltos: Ana Maria Althoff, Calisa Dozza, Carolina Braga, Caroline Schäfer, Daniela Kohlrausch, Eusenice Pereira, Fabianna Menezes, Raissa Rochadel e Suellen Garcia Melo
Tenores: Alexandre Kreismann, André Sant’Anna, Lair Raupp, Leonardo Menin, Marcelo Dias, Matheus Provin, Sergio Lemos e Vinícius Fergutz
Baixos: Anderson Vasconcelos, Alexandre Kraus, Daniel Lumertz, Didon Alan Perius Dias, Eduardo Francisco, Guilherme Roman, Jonata Oprach e Yuri Miorelli

Atores/bailarinos: Alessandra Bier, Christine Haruka Tao, João P. S. Caron, Jussinei Lorde, Laura Hickmann, Leonardo Jorgelewicz, Luiz Manoel, Maílson Fantinel, Natasha Villar, Pedro Bertoldi, Pedro Schilling e Raíza Auler

Ingresso: gratuitos, estarão disponíveis ao público a partir de 01 de junho na bilheteria do Theatro São Pedro, que funciona das 13 às 18h em dias normais e das 13 até a hora de início do espetáculo nos dias de apresentações).

Abaixo o release completo para download.

Release Media kit