Theatro São Pedro - Porto Alegre

Workshop, seminário e espetáculo “O Sobrado” marcam comemoração dos 110 anos de Erico Verissimo no TSP

Erico Verissimo é um dos maiores escritores brasileiros e soube como ninguém contar histórias que povoaram o imaginário de todos. Para celebrar a vida e obra do escritor, em novembro, entre os dias 16 e 22, a Secretaria de Estado da Cultura, o Theatro São Pedro, a Associação Amigos do Theatro São Pedro (AATSP) e o Grupo Cerco, realizam uma programação especial: Erico Verissimo 110 anos. O evento ocorre no Theatro São Pedro e Multipalco e contará com o workshop “Adaptação da obra literária para a linguagem cênica”, o seminário “O Sobrado em O Tempo e o Vento: ascensão e queda dos Terra Cambará” e com a apresentação do premiado espetáculo “O Sobrado” – uma adaptação cênica feita pelo Grupo Cerco dos sete capítulos de O Continente, da obra O Tempo e o Vento, com direção de Inês Marocco.

De acordo com o diretor artístico do Theatro São Pedro, Dilmar Messias, a máxima de Tolstoi, “Se queres ser universal, começa por pintar a tua aldeia”, pode ser aplicada ao destacado escritor Erico Verissimo. “Em seus romances, sejam urbanos, históricos, ou políticos, reconhecemos as nossas peculiaridades e o mundo que nos cerca com sua ambivalência. Suas personagens nos soam extremamente familiares e nos acompanham desde os bancos escolares, com suas coragens, fraquezas e exemplos de humanidade. Por muitas razões, mas especialmente por esta ‘intimidade’, não podemos deixar escapar qualquer oportunidade de reverenciar o ‘nosso’ autor e sua significativa obra, ainda mais quando se trata da comemoração dos seus 110 anos de nascimento”, destaca.

Para o diretor artístico, o evento ajudará a despertar a curiosidade, chamar a atenção das novas gerações e incentivar o gosto pela leitura. Já a diretora do Grupo Cerco, Inês Marocco, destaca o reconhecimento nacional e internacional do autor, que soube dar às suas histórias um aspecto universal. “Nada mais justo do que homenageá-lo no ano em que completa 110 anos, com um evento que procura atrair todos aqueles que se interessam por sua obra”, destaca a diretora, explicando ainda que o grupo foi convidado a apresentar o espetáculo em dois festivais internacionais, em Coimbra e Lisboa, no início do ano que vem.

O evento é uma realização da Sedac RS, do Theatro São Pedro, da Associação Amigos do Theatro São Pedro e do Grupo Cerco. A produção é da Cida Cultural com promoção do Clube do Assinante ZH e apoio cultural de Quiron farmácia de Manipulação e Quero Mais Confeitaria. O apoio institucional é da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Prorext, Instituto de Artes, Departamento de Arte Dramática da UFRGS e Fundação Cultural Piratini.

Confira abaixo a programação completa.

PROGRAMAÇÃO:

Workshop: A adaptação da obra literária para a linguagem cênica

Em parceria com o Theatro São Pedro e AATSP, o Grupo Cerco ministrará o Workshop onde será abordada uma das técnicas trabalhadas pelo grupo durante o seu processo de criação artística: a adaptação da obra literária para a linguagem cênica. As atividades ocorrem nos dias 16 e 17 de novembro, das 14h às 18h, na Sala Oficinas Multipalco. As inscrições são gratuitas, mediante doação material de limpeza (entregue no dia do workshop) e podem ser realizadas através do e-mail oficinas@multipalco.com.br entre os dias 03 e 12 de novembro.

Artistas em geral e demais interessados na obra de Erico Verissimo podem participar do workshop que será ministrado pela diretora do Grupo, Inês Marocco, e pelas atrizes Isandria Fermiano e Manoela Wunderlich. Nele, será desenvolvido um trabalho de criação coletiva onde, a partir de alguns fragmentos de textos literários (contos ou romances), os participantes farão a sua transposição para a cena através da técnica da improvisação.

Neste processo colaborativo, após uma primeira leitura e contextualização da obra, iniciará a improvisação das situações do texto e, posteriormente, a análise das mesmas, com o objetivo de verificar se a ideia e a atmosfera criada pelo autor se mantêm presentes. Trata-se de apropriar-se do texto para melhor adaptá-lo à cena, sem trair as ideias do autor.

Serviço:
Data: 16 e 17 de novembro, das 14h às 18h
Local: Sala Oficinas Multipalco
Púbico-alvo: artistas em geral e demais interessados na obra de Erico Verissimo
Faixa Etária: a partir de 16 anos
Inscrições: entre os dias 03 e 12/11, através do e-mail oficinas@multipalco.com.br
Divulgação da seleção: 13/11
Vagas: 20
Atividade gratuita mediante doação de material de limpeza entregue no dia da atividade que será doado à Casa do Artista Riograndense

Seminário: O Sobrado em O Tempo e o Vento: ascensão e queda dos Terra Cambará

Em parceria com o Theatro São Pedro, a AATSP e o Grupo Cerco, a Associação Cultural Acervo Literário de Erico Verissimo (AC/ALEV) desenvolverá o seminário “O Sobrado em O Tempo e o Vento: ascensão e queda dos Terra Cambará”, dia 18 de novembro, às 15h, na Sala da Música do Multipalco. A atividade, desenvolvida para interessados na obra de Erico Verissimo, possibilitará aos seus leitores e admiradores novas leituras sobre o papel de O Sobrado na trilogia.
Durante o seminário será abordado o lugar de O Sobrado em O Continente, O Retrato e O Arquipélago, do ponto de vista da consolidação do poder dos Terra Cambará e de sua decadência, como microcosmo da constituição da territorialidade do Rio Grande do Sul – de início amparada nas virtudes tradicionais da honra e da bravura e depois corroída pela ambição e corrupção de seus próceres.
O Continente será visto por Maria da Glória Bordini, O Retrato por Márcia Ivana de Lima e Silva e O Arquipélago por Antonio Sanseverino, professores do Instituto de Letras da UFRGS, estudiosos da obra de Verissimo e sócios da AC/ALEV.

Antonio Marcos Vieira Sanseverino é professor associado de Literatura Brasileira da UFRGS, professor do Programa de Pós-Graduação em Letras e pesquisador CNPq. Possui mestrado em Letras pela UFRGS (1994) e doutorado em Teoria da Literatura pela PUC/RS (1998). Desde 2004, pesquisa a poesia de Carlos Drummond de Andrade, analisando tensões sociais e forma poética no diálogo com poetas como Manuel Bandeira e João Cabral de Melo Neto. Dando continuidade à pesquisa da tese, desde 2008 estuda a prosa curta machadiana, tanto a crônica quanto o conto, analisando o lugar ocupado na formação da crônica brasileira. Na graduação, tem ministrado disciplinas que trabalham com literatura e ensino, tendo como foco a experiência de leitura do texto literário em sala de aula.

Márcia Ivana de Lima e Silva é professora titular do Instituto de Letras e do Programa de Pós-Graduação em Letras da UFRGS. Doutora em Teoria Literária pela PUCRS, é autora do livro A gênese de Incidente em Antares (2000), originalmente sua tese de doutorado, que recebeu o prêmio Moinho Santista Juventude, em 1996. Dedica-se à pesquisa em fontes primárias e sobre processo criativo. Atualmente é coordenadora de conteúdo do Memorial Erico Verissimo, no Centro Cultural CEEE Erico Verissimo, em Porto Alegre, assim como, do acervo documental de Guilhermino Cesar, depositado no Instituto de Letras da UFRGS.

Maria da Glória Bordini é doutora em Letras pela PUCRS na área de Teoria da Literatura, e pesquisadora CNPq. É professora colaboradora do Programa de Pós-Graduação em Letras da UFRGS e ex-professora titular do Programa de Pós-Graduação em Letras da PUCRS. É editora-associada, desde 1991, da revista binacional Brasil/Brazil: Revista de Literatura Brasileira/A Journal of Brazilian Literature, publicada pela Brown University, EUA e pela Associação Cultural Acervo Literário de Erico Verissimo. Desde 1982, coordena o Acervo Literário de Erico Verissimo. Publicou Criação Literária em Erico Verissimo, pela L&PM, O tempo e o vento: História, invenção e metamorfose, com Regina Zilberman, pela EDIPUCRS, Caderno de Pauta Simples: Erico Verissimo e a Crítica Literária, pelo IEL/RS, A poética da cidade em Erico Verissimo, pela Makunaima (online), entre outras obras, além de traduções e artigos sobre literatura em livros e em periódicos nacionais e estrangeiros.

Data: 18 de novembro, das 15h às 17h
Local: Sala da Música – Multipalco
Inscrições: a partir de 03/11 pelo e-mail oficinas@multipalco.com.br
Púbico-alvo: interessados na obra de Erico Verissimo
Vagas: 150
Atividade gratuita

Espetáculo O Sobrado

Para fechar a programação comemorativa aos 110 anos de Erico Verissimo, o Grupo Cerco traz ao palco do Theatro São Pedro o espetáculo “O Sobrado”, dias 20, 21 e 22 de novembro, sexta-feira, às 21h, sábado, às 20h e domingo, às 18h. Com direção de Inês Marocco, o espetáculo é uma adaptação cênica de sete capítulos da obra literária O Continente, que integra a trilogia O Tempo e o Vento, de Erico Verissimo.

A ação se passa em 1895, quando o chefe político republicano Licurgo Cambará se encontra sitiado em sua casa, junto à sua família e correligionários, sob o cerco de tropas federalistas. Fechados no sobrado durante dez dias, com pouca comida, água e munição, os personagens da trama relacionam-se em um meio perturbado e agonizante, enquanto a morte se faz presente dentro e fora da casa. Nesse ambiente angustiante, Licurgo resiste à invasão dos maragatos e, intolerante, se recusa a pedir trégua aos inimigos. Permeiam nessa obra-prima da literatura gaúcha o patriarcalismo, o belicismo, a relação com a terra e a presença forte e constante das mulheres, fazendo o espectador vislumbrar a formação da sociedade gaúcha.

O espetáculo já realizou cinco temporadas de sucesso em Porto Alegre e, até hoje, foi apresentado 100 vezes, para um público de mais de 15 mil espectadores. Apontado pela crítica como um dos destaques do teatro gaúcho desde o ano de sua estreia (2008), “O Sobrado” conquistou importantes prêmios e o reconhecimento da sua qualidade artística, dando ao Grupo Cerco destaque no cenário gaúcho, além de ter participado de importantes festivais de teatro no Brasil: 16º Porto Alegre em Cena (onde foi eleito o melhor espetáculo gaúcho da programação, tornando-se o grande vencedor do 4º Prêmio Braskem em Cena de Melhor Espetáculo pelo Júri Popular e de Melhor Espetáculo pelo Júri Oficial), 11º Caxias em Cena e Festival Internacional de Londrina (FILO/2010). Recebeu 11 indicações ao Prêmio Açorianos de Teatro 2009, incluindo Melhor Espetáculo. Foi vencedor do Prêmio Açorianos de Melhor Direção, Melhor Ator Coadjuvante e Melhor Dramaturgia. Também recebeu o Troféu RBS Cultura de Melhor Espetáculo pelo Júri Popular.

Sobre o Grupo Cerco: atuante na cidade de Porto Alegre, é formado por 15 profissionais, além de contar com a parceria de outros artistas de reconhecido mérito. Tem a sua frente a professora doutora Inês Alcaraz Marocco, pesquisadora da cultura gaúcha (doutora em Etnocenologia, desenvolve uma pesquisa intitulada As Técnicas Corporais do Gaúcho e sua Relação com a Performance do Ator/Dançarino) e responsável por outras direções e adaptações de grandes romances da literatura sul-rio-grandense. O Grupo vem encontrando na transposição da literatura para a cena um caminho para a investigação da linguagem teatral e tem como base a pesquisa em teatro através do trabalho coletivo e experimental. Tem como marca o processo colaborativo onde o “ator/autor” tem a possibilidade de trabalhar em diferentes frentes de criação que vão além da atuação, buscando soluções estéticas inovadoras para trazer força aos conteúdos que apresenta.

Data: 20, 21 e 22 de novembro, sexta-feira, às 21h, sábado, às 20h e domingo, às 18h
Local: Theatro São Pedro
Ingressos: à venda a partir de 29 de outubro na bilheteria do teatro e no site www.compreingressos.com
Valores: R$ 20,00 (galerias), R$ 40,00 (camarote lateral), R$60,00 (camarote central) e R$ 80,00 (plateia e cadeira extra)
Horário da bilheteria: os ingressos podem ser adquiridos na bilheteria do teatro de segunda a sexta-feira, das 13h às 18h30 (quando há espetáculos noturnos, das 13h às 21h); aos sábados, das 15h às 20h, e domingos, das 15h às 18h
Descontos: 50% para Associados AATSP (ingressos limitados), idosos e estudantes, sócios do Clube do Assinante ZH (titular e acompanhante) e classe artística.

Ficha técnica
Gênero: drama
Autor: Erico Verissimo
Direção: Inês Marocco
Elenco: Camila Falcão, Celso Zanini, Eduardo Schmidt, Elisa Heidrich, Gustavo Muller, Isandria Fermiano, Janaina Kremer, Manoela Wunderlich, Martina Fröhlich, Paulo Roberto Farias, Philipe Philippsen, Rodrigo Fiatt e Ursula Collischonn
Assistência de direção: Isandria Fermiano, Kalisy Cabeda e Rodrigo Fiatt
Dramaturgia: Celso Zanini, Elisa Heidrich, Isandria Fermiano, Marina Kerber, Mirah Laline e Rodrigo Fiatt
Trilha sonora original: Celso Zanini, Luís Franke, Martina Fröhlich e Philipe Philippsen
Adaptação e criação: Grupo Cerco
Cenografia: Élcio Rossini
Figurinos: Rô Cortinhas
Iluminação: Cláudia de Bem
Realização: Grupo Cerco
Produção: Cida Planejamento Cultural
Duração do espetáculo: 1h40
Classificação: livre

Fotos: Leonid Streliaev
Assessoria de Comunicação Theatro São Pedro

Release Media kit