Theatro São Pedro - Porto Alegre

Porto Alegre Cia de Dança comemora seu aniversário com espetáculo inspirado nos poemas de Mario Quintana

Com ingressos simbólicos a R$1,00, “As Únicas Coisas Eternas São As Nuvens” terá única apresentação no Theatro São Pedro, dia 23.

Em comemoração aos seus nove anos de atividades e ao aniversário da Capital, a Porto Alegre Cia de Dança leva ao palco do Theatro São Pedro no próximo dia 23, a partir das 21h, o espetáculo “As Únicas Coisas Eternas São As Nuvens”. Com ingressos simbólicos, no valor de R$ 1, a apresentação tem coreografia criada por João Butoh, inspirada nos poemas de Mario Quintana e utiliza técnica de dança japonesa. Uma apresentação mais cedo no mesmo dia, receberá às 15h30min convidados de projetos sociais, ONGs e escolas públicas.

“Para a Porto Alegre Cia de Dança já é uma tradição estar outra vez no Theatro São Pedro comemorando seu aniversário, que sempre acontece junto ao da cidade. E que prazer é levar ao palco esta obra inspirada e dedicada ao poeta Mario Quintana, uma referência profunda que toca direto os corações portoalegrenses,”, comenta a Diretora da companhia, Tânia Baumann.

A montagem – que tem patrocínio de Banrisul Consórcio e financiamento via Lei de Incentivo do Ministério da Cultura – cultiva o poder sintético das imagens, metáforas, associações insólitas e outros tantos recursos explorados nas obras do poeta gaúcho. “O patrocínio do Banrisul Consórcio, através da Lei Rouanet, viabilizou a realização deste evento e trouxe uma possibilidade para reflexão: como atribuímos valor as coisas objetivas e subjetivas no mundo de hoje? Para instigarmos essa reflexão estabelecemos como valor do ingresso R$ 1,00. Qual o valor do táxi, ônibus ou até mesmo do “flanelinha” que nos facilitará o transporte até o teatro? Quanto vale uma poesia, um espetáculo de dança, uma obra de arte que nos transporta ao êxtase?”, reflete Tânia.

O paulista João Butoh concebeu a coreografia utilizando a técnica que é principal referência de seu trabalho como bailarino, professor e coreógrafo e que, inclusive, incorporou em seu nome artístico. Considerado o maior expoente da dança Butoh na América Latina e um dos grandes nomes da técnica no mundo, João Butoh é fundador e diretor da Ogawa Butoh Center e a Cia de Butoh, onde pesquisa e desenvolve a Técnica Aiar Butoh, de sua autoria.

Em “As Únicas Coisas Eternas São As Nuvens” o público vai encontrar no palco seres míticos, os anjos de Quintana, que ao som da voz de seu criador e de músicas que o inspiraram, transitam por situações cotidianas. Um espetáculo delicado e esteticamente marcante, que incorpora a dança Butoh como forma de dar vida aos personagens extraídos do universo das obras do poeta que tinha como característica marcante a genialidade lírica expressa de forma simples e acessível. “Nosso carinho pelo espetáculo é enorme e consideramos que, como as demais obras da Cia, seu valor não pode ser mensurado simplesmente pelo dinheiro, já que estamos falando de valores subjetivos”, completa Tânia.

O espetáculo tem como apoiadores a Secretaria Municipal de Cultura, Goethe Institut, Besouro Filmes, Lemhap, Ativar – Pessoas e Projetos e Centro Cultural Cia de Arte.

Sobre a Porto Alegre Cia de Dança

A Porto Alegre Cia de Dança nasceu em 29 de março de 2008, na semana de aniversário da Capital. É um projeto consolidado que surgiu da união de forças criativas e representativas da comunidade, entre artistas, pensadores, técnicos e executivos. Ela é marcada por forças convergentes, tanto da iniciativa privada como do poder público, trabalhando com determinação para viabilizar este modelo de Companhia.

A atuação da Porto Alegre Cia de Dança tem se pautado por duas premissas: independência artística e gestão autônoma. Ao buscar independência artística, a Companhia opta por não ter um coreógrafo residente e dançar a diversidade, através das mais atuais linguagens contemporâneas desenvolvidas por criadores do Brasil e do mundo, sob orientação e visão estética da diretora artística. Ao trabalhar com uma gestão autônoma, a Companhia busca os recursos financeiros para sua manutenção através de projetos de fomento à cultura tanto no âmbito público como privado. Gerindo com eficiência e transparência faz uso, também, da exploração comercial, na medida em que a marca vai se tornando conhecida, ganhando valor e ampliando um público já apaixonado.

Sobre a Diretora da Cia, Tânia Baumann

Formou-se em ballet na Escola João Luiz Rolla em Porto Alegre. Aperfeiçoou-se na Escola Estatal de Ballet Clássico de Kiev, Ucrânia, de 1989 a 1990 e dançou no Ballet de Camaguey e Ballet Nacional de Cuba de 1993 a 1994. Em 1997 foi bolsista da CAPES no primeiro ano do projeto APARTES. Estudou dança moderna durante um ano em New York na Trisha Brown Company e Movement Research. Atuou como bailarina por 15 anos na Cia Terpsí em Porto Alegre. Em 2000, foi convidada a dançar no espetáculo montado para representar o Rio Grande do Sul na Expo 2000 em Hannover, Alemanha.

Em 2004, trabalhou com crianças como professora de dança do Projeto Descentralização da Cultura, da Prefeitura de Porto Alegre. Em 2005 foi contratada como assistente de coreografia do Ballet do Teatro Castro Alves, Salvador (BA). Neste ano formou-se instrutora em Gyrotonic, técnica de condicionamento corporal criada por Juliu Horvath. Fez formação como Educadora-Brincante em 2007, no Teatro Escola Brincante dirigida pelo multiartista Antônio Nóbrega. Neste mesmo ano, junto a personalidades do meio artístico e cultural da cidade, fundou a Porto Alegre Cia de Dança, que administra até hoje.

Sobre a técnica Butoh

A dança Butoh nasceu no Japão, ainda nos anos 60. O estilo foi criado por Kazuo Ohno e Tatsumi Hijikata como um movimento cultural para impedir a invasão da cultura ocidental no pós-guerra. Logo que surgiu, era chamada de Ankoku Butoh, hoje simplesmente Butoh. É através da alma, das emoções, da vivência de cada um que são criadas as sequencias gestualísticas que formam o Butoh. É uma das mais arrojadas formas de dança contemporânea, em que o performático mergulha na viagem corporal que conduz à poesia, através da mobilidade ou imobilidade das extremidades corporais.

Sobre o coreógrafo, João Butoh

É ator, bailarino, coreógrafo, figurinista, cenógrafo, diretor, professor, maitre de Butoh e jornalista. “Desde criança recorto poemas e versos de Mario Quintana de jornais e revistas que eu encontro. Esses recortes vindos do universo da obra de Mario Quintana possibilitam outros recortes os quais tomo emprestado para a minha dança, para o meu universo tão inspirado nesses pequenos detalhes e fragmentos que colecionei por toda minha vida. O poeta que escreveu sobre as coisas simples da vida, inexplicavelmente deixou uma marca profunda também em minha obra. O depuramento da arte não vem das grandes coisas, mas da incessante busca pela ‘rima’ perfeita para esse grande verso que é a vida”, conta João Butoh.

FICHA TÉCNICA

AS ÚNICAS COISAS ETERNAS SÃO AS NUVENS

Ano de estreia: 2015
Direção Geral: Tânia Baumann
Direção Artística, Coreografia e Concepção: João Butoh
Consultoria: Elena Quintana
Cenário, Figurinos e Adereços: João Butoh
Confecção de Cenário, Figurinos e Adereços: João Butoh, Supriya e bailarinos
Elenco: Débora Jung, Júlia Ribeiro, Kyrie Isnardi, Safia, Tayná Barboza
Direção Técnica e Operação de Som: André Birck
Design e Operação de Luz: Maurício Moura
Contraregragem: Sérgio Dornelles
Assessoria de Imprensa: Andressa Griffante
Apoio:
Secretaria Municipal de Cultura
Goethe Institut
Besouro Filmes
Lemhap
Ativar – Pessoas e Projetos
Centro Cultural Cia de Arte

Patrocínio:
Banrisul Consórcio
Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Realização:
Ministério da Cultura – MinC

SERVIÇO
As Únicas Coisas Eternas São As Nuvens
Dia 23 de março
Quinta, às 21h
Theatro São Pedro (Praça Marechal Deodoro, s/n° – Centro Histórico – Porto Alegre)

Ingressos populares: R$ 1,00

Ponto de venda: a partir de 13 de março
Bilheteria do Theatro São Pedro
Funcionamento: de segunda a sexta, das 13h às 18h30 ou até o horário de início do espetáculo. Sábados e domingos, das 15h até o horário de início do espetáculo.
Formas de pagamento: Dinheiro, Visa (débito), Mastercard (débito) e Banricompras

Mais informações: www.poaciadanca.com.br e www.teatrosaopedro.com.br