Theatro São Pedro - Porto Alegre

Ospa traz a Porto Alegre o trompetista Dominique Bodart

No dia 11 de abril, terça-feira, às 20h30, o músico belga se apresenta como solista no segundo concerto da Série Theatro São Pedro 2017 da orquestra. A regência é de Cláudio Cohen, maestro da Sinfônica do Teatro Nacional Cláudio Santoro.

O segundo concerto da Série Theatro São Pedro 2017 da Orquestra Sinfônica de Porto Alegre contará com as participações de convidados de destaque na cena musical nacional e internacional. O premiado trompetista Dominique Bodart, professor de trompete do Conservatório Real de Bruxelas, se apresenta como solista da Ospa pela primeira vez neste evento, marcado para 11 de abril, terça-feira, às 20h30. A regência é de Cláudio Cohen, maestro da Sinfônica do Teatro Nacional Cláudio Santoro. No repertório, obras compostas na segunda metade do século XX, além da Sinfonia nº 5 de Mendelssohn. Ingressos à venda no Theatro São Pedro, local da exibição, por valores entre R$ 20 e 50, com descontos.

O concerto inicia com a brasilidade dos “Três Episódios para orquestra” de Ney Rosauro (1952-). A obra, encomendada por Cláudio Cohen e a ele dedicada, apresenta diferentes atmosferas e humores em seus três movimentos, chamados “Recitativo e Divertimento”, “Canção de Ninar” e “Dança das Gaivotas”.

Depois, o solista sobe ao palco para participar da execução de duas obras inéditas no repertório da Ospa: o “Concerto Piccolo sobre B-A-C-H”, do estoniano Arvo Pärt (1935-), e “Concertino para Trompete e Orquestra de Cordas”, do sueco Lars-Erik Larsson (1908- 1986). Oriundo da Bélgica, Bodart é diretor do Festival Internazionale Musicale d’Abruzzo (Itália) e do Concurso Internacional de Trompete “Theo Charlier”. Venceu certames como o Jovens Solistas da RTBF, o Nacional OSE d’Anvers, o Europeu Maurice André e o Internacional Raimo Sarmas.

Por fim, para fechar o concerto, a sinfonia que Félix Mendelssohn (1809-1847) escreveu por encomenda para as comemorações aos 300 anos da Reforma Protestante, em 1830, será executada. A “Sinfonia nº 5 – A Reforma” carrega nuances da música sacra de Bach e é repleta de elementos da liturgia protestante.

Cidadão Honorário de Brasília, Cláudio Cohen é Maestro e Violinista. Vem tendo uma extensa agenda como regente convidado de orquestras do Brasil, Argentina, Portugal, Áustria, México, Equador, Hungria, Alemanha, Espanha, entre outros países.

Os ingressos custam R$ 20 (galeria), R$ 30 (camarote lateral), R$ 40 (camarote central) e R$ 50 (plateia), com desconto de 50% para seniores, estudantes e titulares do cartão Clube do Assinante ZH. Podem ser adquiridos na bilheteria do teatro, de segunda a sexta-feira, das 13h às 21h (quando não há espetáculos noturnos, das 13h às 18h30); nos sábados, das 15h às 21h, e domingos, das 15h às 18h.

Cláudio Cohen (regente | Brasil)
Atualmente é Maestro Titular e Diretor Musical da Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Cláudio Santoro, onde foi Spalla por muito anos e da qual é membro fundador. Faz parte do Quarteto de Brasília, com o qual já realizou turnês pelo Brasil, Ásia, Américas, Europa e gravou nove CDs. Foi professor de violino do Departamento de Música da UnB e ministrou cursos nos principais festivais de música do país. É membro da Academia Brasileira de Letras e Música. Atuou como Regente Titular e Diretor Musical da Orquestra Filarmônica de Brasília de 2006 a 2010. Vem tendo uma extensa agenda como regente convidado de orquestras do Brasil, Argentina, Portugal, Áustria, México, Equador, Hungria, Alemanha, Espanha, entre outros países.

Dominique Bodart (trompetista | Bélgica)
Formado pelos Conservatórios Reais de Bruxelas e Liège (Bélgica), Dominique Bodart atuou como trompetista convidado de importantes orquestras europeias em Luxemburgo, na Bélgica, na França, na Holanda e na Alemanha. Recebeu medalha de ouro pelo Conservatório de Châteauroux (França). É vencedor do concurso SABAM Award na categoria “Jovens Solistas ”, organizado pela empresa de rádio e televisão RTBF (Bélgica) e da Competição Internacional Raimo Sarmas (Finlândia). Gravou os CDS “Música francesa do século XX para trompete e órgão” (1999), “Si suoni la tromba”(2003), “Bouquet de Mélodie com Brass Band Buizingen” (2011) e “In the groove” (2011). É diretor artístico do Concurso Internacional de Trompete “Théo Charlier”. Atualmente é professor de trompete do Conservatório Real de Bruxelas.

Mais informações pelo site www.ospa.org.br ou pelo telefone (51) 32227387.

A Ospa é uma das fundações vinculadas à Secretaria da Cultura, Turismo, Esporte e Lazer do Governo do Rio Grande do Sul (Sedactel/RS). Os concertos da temporada 2017 são patrocinados, via Lei Federal de Incentivo à Cultura, por Corsan e Banrisul. Apoio: Ipiranga e Thyssenkrupp. A realização é de Ospa, Fundação Cultural Pablo Komlós e Sedactel/RS.

Ospa | Concerto da Série Theatro São Pedro

Quando: Dia 11 de abril de 2017, terça-feira
Horário: 20h30
Local: Theatro São Pedro (Praça Mal. Deodoro, s/nº – Porto Alegre)
Ingressos: À venda na bilheteria do Theatro
Valores: R$ 20 (galeria), R$ 30 (camarote lateral), R$ 40 (camarote central) e R$ 50 (plateia), com desconto de 50% para seniores, estudantes e titulares do cartão Clube do Assinante ZH.
Horário da bilheteria: de segunda a sexta-feira, das 13h às 21h (quando não há espetáculos noturnos, das 13h às 18h30); nos sábados, das 15h às 21h, e domingos, das 15h às 18h.

PROGRAMA
Ney Rosauro: Três Episódios para orquestra
Arvo Pärt: Concerto Piccolo sobre B-A-C-H | Solista: Dominique Bodardt (trompete)
Lars-Erik Larsson: Concertino para Trompete e Orquestra de Cordas | Solista: Dominique Bodardt (trompete)
Félix Mendelssohn: Sinfonia nº 5 – A Reforma

Regente: Cláudio Cohen (Brasil)
Solista: Dominique Bodart (Bélgica, trompetista)

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO DA OSPA
Mariana Sirena – jornalista
Maí Yandara – estagiária
Rua 24 de Outubro, 850/305
(51) 3222 7387
(51) 99822 5779

www.ospa.org.br
www.facebook.com/pagina.ospa