Theatro São Pedro - Porto Alegre

Ospa encerra Temporada 2016 com concertos gratuitos em Porto Alegre e Santa Maria

Para sublinhar sua meta de seguir presente pelas diferentes cidades do Rio Grande do Sul, a Orquestra Sinfônica de Porto Alegre fecha a sua Temporada 2016 com evento duplo na Capital gaúcha e no Interior do Estado. No dia 18 de dezembro (domingo, 18h), no Theatro São Pedro de Porto Alegre, e no dia 20 de dezembro (terça-feira, 20h), na Basílica Nossa Senhora Medianeira de Todas as Graças de Santa Maria, a Ospa realiza concertos especiais de Natal. O maestro Evandro Matté, diretor artístico da sinfônica, regerá programas dedicados ao gênero operístico, à música latino-americana e ao repertório natalino. Cynthia Barcelos, soprano, é a solista convidada. Os dois eventos têm entrada franca*, sendo que o de Santa Maria é apresentado pela Corsan. O Coro Sinfônico da Ospa e a soprano Elisa Lopes participam da exibição em Porto Alegre.

*Os ingressos para a apresentação no Theatro São Pedro estão esgotados.

Sobre os programas

Os concertos iniciam com uma homenagem à música lírica. Serão executadas as Aberturas de “O Barbeiro de Sevilha”, de Gioachino Rossini (1792-1868), e de “La Forza Del Destino”, de Giuseppe Verdi (1813-1901) – dois nomes referenciais da ópera italiana. A soprano Cynthia Barcelos, que tem no currículo o aclamado Prêmio de Canto Aldo Baldin, participará da interpretação de “Vilja-Lied”, ária da opereta que notabilizou o compositor húngaro Franz Lehár (1870-1948): “A Viúva Alegre”. A cantora também fará os solos de “Laudate Dominum”, parte do trabalho sacro “Vesperae solennes de confessore, K. 339” de Wolfgang Amadeus Mozart (1756-1791).

Três obras marcadas por ritmos latinos ganharão destaque na segunda parte, a começar pela “Dança Brasileira nº 1”, a primeira dança do tríptico que Camargo Guarnieri (1907-1993) compôs explorando melodias populares do Brasil. Em seguida, o “Libertango” de Astor Piazzolla (1921-1992), que simboliza a transição do tango clássico para o “Tango Nuevo”, inspirará um clima portenho. O “Danzon nº 2” de Arturo Márquez (1950-), baseado na dança tradicional cubana que se tornou popular no México, também está na lista.

Como não poderia deixar de ser nesta época do ano, a orquestra finaliza as atividades com o tradicional “Gloria”, em um arranjo de Alexandre Ostrovski Jr. e com solos de Cynthia Barcelos. Em Porto Alegre, o Coro Sinfônico da Ospa participa ainda da execução de “Holy Night” de Adolph Adams (1803 -1856) (Arranjo de Roberto Tibiriçá), acompanhado da soprano solista Elisa Lopes, e de “Hallelujah”, parte do oratório Messiah de Georg Friedrich Handel (1685-1759).

Evandro Matté (regente)
É diretor artístico e maestro da Ospa e da Orquestra Unisinos Anchieta, e diretor artístico do Festival Internacional SESC de Música. Realizou sua formação musical na Universidade Federal do RS, na University of Georgia (EUA) e no Conservatoire de Bordeaux (França). Trompetista da Ospa desde 1990, é também coordenador cultural da UNISINOS e pós-graduado em Gestão Empresarial. Esteve à frente de orquestras do Uruguai, Argentina, China, República Checa e Alemanha.

Cynthia Barcelos (soprano)
É Bacharel em Música pela Universidade Federal do RS (UFRGS). Em 2014, foi premiada no Concurso de Canto Aldo Baldin. Tem em seu currículo o papel de protagonista da ópera “Dido & Enéias”, de H. Purcell, em montagem que ganhou o Prêmio Açorianos de Música. Atualmente trabalha com o barítono Carlos Rodriguez. É professora de canto da Fundação Municipal de Arte de Montenegro, preparadora do Coro Cantarte da FUNDARTE e integra o Duo Cantilena.

Elisa Lopes (soprano)
É Bacharel em Música pela Universidade Federal do RS (UFRGS). Tem em seu repertório árias de “La Traviata”, de G. Verdi, de “Cavalleria Rusticana”, de P. Mascagni, de “Dido & Enéias”, de H. Purcell, de “A Flauta Mágica”, de W. A. Mozart e de “L’Elisir d’Amore” de G. Donizetti, além da “Missa da Coroação” de W. A. Mozart. Em 2013, participou de dois dos módulos da Academia de Ópera do Theatro São Pedro de São Paulo, sob orientação de Carlos Morejano e Luisa Gianinni.

Coro Sinfônico da Ospa
Fundado há mais de quarenta anos, o Coro Sinfônico da Ospa é formado por cantores que dedicam parte de seu tempo para cantar grandes obras. Além de participações marcantes na programação da Ospa, o coro também realiza concertos com outras orquestras ou grupos instrumentais. Em seu repertório estão obras de Mozart, Beethoven, Mahler, Mendelssohn, Gounod, Brahms, Bach, Haendel, Haydn, Vivaldi, Orff, Verdi, Puccini, Bizet, Rachmaninoff, Stravinsky, Rimsky-Korsakov, Tchaikovsky, Mussorgsky, Borodin, entre outros. Manfredo Schmiedt é o regente titular do grupo.

Mais informações pelo site www.ospa.org.br ou pelo telefone (51) 32227387.

A Ospa é uma das fundações vinculadas à Secretaria da Cultura do Governo do Rio Grande do Sul (Sedac/RS). Os concertos da temporada 2016 são patrocinados, via Lei Federal de Incentivo à Cultura, por Corsan e Banrisul. Apoio: Ipiranga e Thyssenkrupp. A realização é de Ospa, Fundação Cultural Pablo Komlós e Sedac/RS.

Concerto da Ospa “Natal na Praça” – Série Theatro São Pedro
Encerramento da Temporada 2016 em Porto Alegre

Quando: 18 de dezembro de 2016, domingo, às 18h
Onde: Theatro São Pedro (Praça Mal. Deodoro, s/nº)
Porto Alegre

ENTRADA FRANCA

*Os ingressos para a apresentação no Theatro São Pedro estão esgotados.

PROGRAMA
Gioachino Rossini: Abertura de “O Barbeiro de Sevilha”
Franz Lehár: “Vilja-Lied” da opereta “A Viúva Alegre”
Wolfgang Amadeus Mozart: Laudate Dominum
Giuseppe Verdi: Abertura de “La Forza del Destino”
Mozart Camargo Guarnieri: Dança Brasileira nº1
Astor Piazzolla: Libertango (Arranjo: Alexandre Ostrovski Jr.)
Arturo Márquez: Danzon nº 2
Adolph Adams: Holy Night (Arranjo: Roberto Tibiriçá)
Compositor Tradicional: Gloria (Arranjo: Alexandre Ostrovski Jr.)
Georg Friedrich Handel: Hallelujah

Regente: Evandro Matté
Solistas: Elisa Lopes e Cynthia Barcelos (sopranos)
Participação: Coro Sinfônico da Ospa

Concerto da Ospa em Santa Maria | Série Interior
Encerramento da Temporada 2016 em Santa Maria

Quando: 20 de dezembro de 2016, terça-feira, às 20h
Onde: Santuário Basílica de Nossa Senhora Medianeira de Todas as Graças (Avenida Nossa Senhora Medianeira, 631 – Nossa Sra. Medianeira)
Santa Maria

ENTRADA FRANCA

PROGRAMA
Giuseppe Verdi: Abertura de “La Forza del Destino”
Franz Lehár: “Vilja-Lied” da opereta “A Viúva Alegre”
Gioachino Rossini: Abertura de “O Barbeiro de Sevilha”
Wolfgang Amadeus Mozart: Laudate Dominum
Mozart Camargo Guarnieri: Dança Brasileira nº1
Astor Piazzolla: Libertango (Arranjo: Alexandre Ostrovski Jr.)
Arturo Márquez: Danzon nº 2
Compositor Tradicional: Gloria (Arranjo: Alexandre Ostrovski Jr.)

Regente: Evandro Matté
Solista: Cynthia Barcelos (soprano)