Theatro São Pedro - Porto Alegre

OCTSP celebra os 157 anos do Theatro São Pedro com Concerto Triplo

O Concerto Oficial faz parte das comemorações de 30 anos da orquestra e será realizado no dia do aniversário do Theatro, que completa 157 anos em 27 de junho. Já a segunda apresentação, realizada no domingo, dia 28, marca os 31 anos da reinauguração do TSP.

Em junho de 1985 a Orquestra de Câmara Theatro São Pedro (OCTSP) realizou seu primeiro Concerto Oficial. Três décadas depois, a orquestra dá continuidade à série – patrocinada pela Gerdau e Sulgás e financiada pelo Pró-Cultura LIC/RS –, realizando concertos nos dias 27 (20h) e 28 de junho (18h), no palco do Theatro São Pedro. Além de fazer parte dessas comemorações, os concertos celebram outras datas marcantes: os 157 anos do Theatro e seus 31 de reinauguração.

O programa traz As Bodas de Fígaro – overture e Sinfonia Concertante, de Wolfgang Amadeus Mozart e Concerto Triplo para Violino, Violoncelo e Piano, de Ludwig van Beethoven. No elenco, destaque para os solistas Dennis Parker (violoncelo/EUA), Moisés Bonella Cunha (violino) e Ney Fialkow (piano). A regência é do maestro Antônio Carlos Borges-Cunha.

De acordo com Borges-Cunha, o repertório foi cuidadosamente selecionado pela importância histórica e pelo conteúdo expressivo das obras, demarcado pelo espírito de confraternização, alegria e união. Na Sinfonia Concertante de Mozart e no Concerto Triplo de Beethoven, os solistas dialogam entre si e com a orquestra, entrelaçando linhas melódicas e harmonias em estilo “concertado”. “Estas obras proporcionam uma simbiose entre solistas, orquestras e ouvintes, simbolizando, nesta celebração de junho de 2015, o resultado vitorioso da união e da harmonia”, explica o maestro.

Ao comentar a escolha do programa, o músico Celso Loureiro Chaves observa que somente o primeiro movimento do Concerto Triplo, um Allegro – que é monumental –, já vale o preço do ingresso em dimensões e recursos retóricos. Para ele, o que liga um compositor a outro é a possibilidade de ir além. “Ultrapassar limites foi uma lição que Beethoven recebeu de Mozart, que também não tinha a cabeça muito no lugar quando se tratava de fazer da música um laboratório para ideias inovadoras, mirando o futuro das tradições e deixando o passado para trás”, enfatiza o músico.

O maestro Borges-Cunha ressalta que as casualidades do tempo fazem do mês de junho um momento especial no calendário cultural de Porto Alegre. Coincidentemente à inauguração e reinauguração do Theatro São Pedro, junho é o mês do aniversário de Eva Sopher, presidente do teatro e uma das fundadoras da OCTSP. “Com sua inteligência, vitalidade e espírito empreendedor, Dona Eva continua surpreendendo a comunidade e instigando autoridades públicas para a conscientização dos valores da arte para tornar o homem mais humano”, afirma.

A série Concertos Oficiais da Temporada 2015 da OCTSP é uma promoção do Clube do Assinante ZH, com apoio cultural do Theatro São Pedro, Unimed Porto Alegre, Fundação Cultural Piratini, Master Premium Grande Hotel e Talk Produtora de Som. O evento é uma realização da Associação Pró-Música, com patrocínio da Gerdau e Sulgás e financiamento do Pró-Cultura LIC/RS, Governo do Estado do Rio Grande do Sul.

Os ingressos custam entre R$ 20,00 e R$ 80,00 e podem ser adquiridos na bilheteria do Theatro São Pedro. Mais informações pelo fone (51) 3227-5100 ou www.orquestratsp.com.br.

Sobre

Antônio Carlos Borges-Cunha: compositor e regente, é orientador do Programa de Pós-Graduação em Música da UFRGS e diretor artístico da OCTSP. Esteve na Alemanha, Estados Unidos, Canadá e Uruguai para apresentar suas composições. Recebeu duas vezes o Prêmio Funarte de Composição, em 2010 e 2014. Como regente, tem contribuído para a atualização do repertório e renovação do interesse do público pela música orquestral. Sua programação de concertos concilia o repertório histórico com as múltiplas tendências da música atual, incluindo encomendas e estreias de obras. A superação de fronteiras entre a música de concerto e a música popular tem sido outra característica de sua atuação.

Dennis Parker: nasceu em Nova York (EUA) e iniciou seus estudos de violoncelo aos seis anos de idade. Possui graduação pelas universidades de Indiana e Yale. Frequentemente realiza performances como solista, recitalista, colaborador e professor convidado em universidades e festivais nos EUA e no exterior. Suas turnês já o levaram para Ásia, América do Sul, América Central, Europa Ocidental e Oriental. Desde 1988, é professor de Violoncelo e “String Chamber Music” da Escola de Música da Universidade Estadual da Louisiana. Antes disso, atuou como solista da OSPA, entre 1982 e 1984, e foi membro da Sinfônica de Detroit. Atualmente está envolvido na expansão do repertório para violoncelo, tendo transcrito muitas obras para este instrumento. Quando não está tocando violoncelo, é um ávido marceneiro e escultor, que cria objetos que se estendem a sua expressão musical.

Moisés Bonella Cunha: nascido em 1989, o violinista tem se destacado pela inconfundível personalidade artística, expressa na sonoridade, na técnica e na paixão de suas interpretações como solista. Em 2011, foi premiado com o Artistic Excellence Award pela Universidade de Indiana (EUA), onde conclui o Bacharelado e o Mestrado em Música. Como solista tem atuado com Orquestras Sinfônicas e de Câmara, interpretando concertos de Brahms, Saint-Saëns, Mozart, Bach, Vivaldi, Sibelius, Glazunov, Mendelssohn. Apresentou-se na Sala São Paulo com os pianistas Arnaldo Cohen e Ney Fialkow. Tem atuado com a Camerata OntoArte em concertos no Brasil, na Itália e na Rússia. Moisés teve o suporte da Fundação Conrado Wessel e da The Scott C and Kathrin Schusz Latin American Scholarschip para seus estudos na Universidade de Indiana (EUA), onde teve como principais orientadores os violinistas Mauricio Fuks e Kevork Mardirossian. No Brasil, estudou com Marcello Guerchfeld, mestre que o preparou para conquistas em concursos, recitais e concertos com orquestras. Atualmente está no programa de Doutorado em Música na Universidade da Georgia, EUA, com orientação de Levon Ambartsumiam.

Ney Fialkow: um dos destacados músicos do cenário nacional, na atualidade, premiado em diversos concursos, destacando-se o cobiçado título de melhor pianista do VII Prêmio Eldorado de Música, em São Paulo. Tem conciliado movimentada carreira de solista e camerista com a atividade de professor do Instituto de Artes UFRGS, em Porto Alegre. Suas aparições têm cativado plateias de diversas salas de concerto no Brasil e no exterior e suas masterclasses têm sido apreciadas por jovens pianistas de diversos países. É doutor em Música no Peabody Conservatory da Johns Hopkins University, Baltimore e mestre em Música no New England Conservatory, Boston. Tem colaborado com importantes musicistas brasileiros e do exterior e atuado como solista de orquestras do Brasil, sob a batuta de Camargo Guarnieri, Isaac Karabichevsky, Roberto Tibiriçá, Roberto Duarte, e muitos outros. Suas gravações incluem também o Diálogo para Piano e Orquestra de Bruno Kiefer com a Orquestra Sinfônica de Porto Alegre, além de obras de Armando Albuquerque, Edino Krieger, Camargo Guarnieri, Flávio Oliveira, Luciano Zanatta e Vagner Cunha. Atua ainda como solista da OCTSP desde sua fundação.

Serviço

Concerto Oficial da Temporada 2015
Quando: dias 27 de junho, às 20h e 28 de junho, às 18h
Local: Theatro São Pedro
Ingressos: à venda no local
Valores: R$ 20,00 (galerias), R$ 40,00 (camarote lateral), R$ 60,00 (camarote central) e R$ 80,00 (plateia e cadeira extra)
Horário da bilheteria: os ingressos podem ser adquiridos na bilheteria do teatro de segunda a sexta-feira, das 13h às 18h30 (quando há espetáculos noturnos, das 13h às 21h); aos sábados, das 15h às 21h, e domingos, das 15h às 18h

Assessoria de Comunicação Theatro São Pedro
(51) 3228 7842