Theatro São Pedro - Porto Alegre

OCTSP celebra centenário de nascimento de Koellreutter

A Orquestra de Câmara Theatro São Pedro (OCTSP) – em parceria com o Goethe-Institut – recebe o compositor e saxofonista Roger Hanschel (Alemanha), dias 17 e 18 de outubro, para celebrar três aniversários: o centenário de nascimento de Hans-Joachim Koellreutter, os 50 anos do Goethe-Institut Porto Alegre e os 60 anos do Instituto Cultural Brasileiro-Alemão. Os concertos ocorrem no Theatro São Pedro, sábado, às 20h e domingo, às 18h.

Com direção musical e regência de Antônio Carlos Borges-Cunha, o programa traz uma experiência estética peculiar, intercalando obras de Koellreutter, Bach e Hanschel, com participações de Celso Loureiro Chaves (piano) e Cuca Medina (voz). Como solista, destaque para o pianista Sérgio Villafranca.

A primeira parte do repertório é dedicada a obras de diferentes fases da vida de Koellreutter, intercaladas com movimentos da Arte da Fuga, de Bach. Encerrando o bloco, é apresentada ao público Acronon – composição tocada a partir de uma partitura escrita em esfera transparente. Com diversas constelações de signos musicais que motivam a improvisação, “a partitura é a realização suprema da estética relativista do impreciso e do paradoxal, combinando determinação com indeterminação”, conforme explica Borges-Cunha que foi aluno e amigo de Koellreutter.

Para Celso Loureiro Chaves, Koellreutter soube vislumbrar as possibilidades sonoras sempre em mutação e conseguiu temperar o impulso para o futuro com a lição dos mestres do passado. Sua importância para a música foi tão grande que é possível dividir a música brasileira de concerto em antes e depois de Koellreutter. “Nos escritos e nas músicas, há muitas músicas brasileiras em Koellreutter. Na mesma medida, há muitos Koellreutter na música brasileira”, enfatiza.

A segunda parte do concerto é dedicada à obra do compositor e saxofonista alemão Roger Hanschel, cujo trabalho integra elementos de jazz com pontos de improvisação. “Suplantando as barreiras de nome e de gênero musical, os sons de Hanschel são tão próximos de Brahms quanto de Arvo Pärt e Philip Glass, mais recentes. Na fusão de gênios incompatíveis, Hanschel reflete bem um dos princípios que norteou o pensamento de Koellreutter – o de que nenhuma diferença musical é, enfim, inconciliável, nenhuma barreira é intransponível”, destaca Loureiro Chaves.

A série Concertos Oficiais da Temporada 2015 da OCTSP é uma promoção do Clube do Assinante ZH, com apoio cultural de Cida Cultural, Fundação Cultural Piratini, Goethe-Institut Porto Alegre, Master Premium Grande Hotel, Talk Produtora de Som, Theatro São Pedro e Unimed Porto Alegre, e apoio gastronômico de Confeitaria Barcelona e Via Imperatore Restaurante. O evento é uma realização da Associação Pró-Música, com patrocínio da Gerdau e Sulgás e financiamento do Pró-Cultura RS, Secretaria da Cultura, Governo do Estado do Rio Grande do Sul.

Os ingressos custam entre R$ 20,00 e R$ 80,00 e podem ser adquiridos na bilheteria do Theatro São Pedro. Mais informações pelo fone (51) 3227-5100 ou www.orquestratsp.com.br.

Sobre

Antônio Carlos Borges-Cunha: compositor e regente, é orientador do Programa de Pós-Graduação em Música da UFRGS e diretor artístico da OCTSP. Esteve na Alemanha, Estados Unidos, Canadá e Uruguai para apresentar suas composições. Recebeu duas vezes o Prêmio Funarte de Composição, em 2010 e 2014. Como regente, tem contribuído para a atualização do repertório e renovação do interesse do público pela música orquestral. Sua programação de concertos concilia o repertório histórico com as múltiplas tendências da música atual, incluindo encomendas e estreias de obras. A superação de fronteiras entre a música de concerto e a música popular tem sido outra característica de sua atuação.

Roger Hanschel é um músico com amplo leque de possibilidades de expressão. Paralelamente a seus trabalhos com o quarteto “Roger Hanschels Heavy Rotation” e em formações como a “Kölner Saxophon Mafia” ou o “TrioSphere”, destacou-se nos mais diferentes espaços da música de câmara, seja como solista, em duo com a cantora Gabriele Hasler ou com sua “Musik für Saxophon und Streichquartett” (Música para saxofone e quarteto de cordas), em parceria com o “Frankfurt Contemporary Quartet” e o “Auryn Quartett”. Nos últimos tempos, pode ser ouvido mais frequentemente como solista em orquestras e suas composições encontram-se em mais de 30 álbuns.

Sérgio Villafranca é pianista, compositor, performer e professor. Estudou com H. J. Koellreutter e a seu lado ministrou cursos de música contemporânea e educação musical. Dedica-se ao desenvolvimento da música contemporânea e sua interface com as artes visuais, poesia e artes do corpo. Como compositor, Villafranca cria, entre outras, obras a partir de poemas de Augusto e Haroldo de Campos. Tem dois CDs gravados: Acronon, executando obras de H. J. Koellreutter e Cabala, interpretando peças de Mauro Muszkat. Está em fase de gravação de um CD com obras próprias.

Serviço

Concerto Oficial da Temporada 2015
Quando: dias 17, às 20h, e 18 de outubro, às 18h
Local: Theatro São Pedro
Ingressos: à venda no local
Valores: R$ 20,00 (galerias), R$ 40,00 (camarote lateral), R$ 60,00 (camarote central) e R$ 80,00 (plateia e cadeira extra)
Horário da bilheteria: os ingressos podem ser adquiridos na bilheteria do teatro de segunda a sexta-feira, das 13h às 18h30 (quando há espetáculos noturnos, das 13h às 21h); aos sábados, das 15h às 20h, e domingos, das 15h às 18h

Assessoria de Comunicação Theatro São Pedro
comunicacao@teatrosaopedro.com.br
Foto: Mario Leite