Theatro São Pedro - Porto Alegre

História

O Theatro

A construção de um teatro que abrigasse com dignidade as diferentes manifestações culturais era um sonho que, desde o período colonial, acompanhava governantes e população da Província de São Pedro do Rio Grande do Sul.

Em 1833, o presidente da província Manoel Antônio Galvão doou um terreno no centro de Porto Alegre para o início das obras do Theatro São Pedro, que seriam feitas com projeto arquitetônico no estilo neoclássico do arquiteto Filipe Normann. Mas, com o início da Revolução Farroupilha em 1835, a obra foi suspensa, sendo retomada anos depois.

Finalmente, dia 27 de junho de 1858 o prédio foi inaugurado sob a presidência de Ângelo Moniz da Silveira Ferraz, o Barão de Uruguaiana.

Linha do tempo

1862: o Theatro São Pedro tornou-se definitivamente patrimônio público.

1973: o espaço foi fechado devido às precárias condições de segurança e mau estado de conservação.

1975: Eva Sopher (Dona Eva, como é mais conhecida) assumiu a coordenação das obras de recuperação do teatro.

1982: o Theatro São Pedro transformou-se em fundação, possibilitando a arrecadação de empresas privadas para o desenvolvimento das obras e finalização do projeto. Com a criação da Fundação Theatro São Pedro, em 18 de março de 1982, Dona Eva foi nomeada pelo Governador do Estado, como a Presidente da FTSP.

1984: Porto Alegre celebrou com grande festa a reabertura do TSP, com a presença de célebres artistas, jornalistas, políticos e personalidades ligadas à cultura brasileira.

1985: Criação de uma associação para administrar e auxiliar o estado com a manutenção e preservação da Fundação Theatro São Pedro: a Associação Amigos do Theatro São Pedro (AATSP).

Conheça mais sobre a construção e os detalhes da obra do Theatro São Pedro, um dos maiores ícones da cultura do Rio Grande Sul aqui.