Theatro São Pedro - Porto Alegre

O suingue do Gueto Trio é atração no dia 21 de junho no projeto Mistura Fina

O suingue do GUETO TRIO é atração no dia 21 de junho no projeto idealizado pelo Theatro São Pedro, que oferece uma alternativa cultural para a hora do rush

Os percussores do suingue e do samba-rock do Sul do Brasil serão apresentados no show que o Gueto Trio apresenta no projeto Mistura Fina – Música para Fugir do Trânsito, no próximo dia 21 de junho, às 18h30min., no Foyer Nobre do Theatro São Pedro. A iniciativa tem financiamento do Governo do Estado do RS, através da Secretaria da Cultura, Turismo, Esporte e Lazer, via Lei de Incentivo/Pró-Cultura RS, realização da Associação Amigos do Theatro São Pedro e patrocínio da Sulgás. A entrada é franca.

Nesse show, Alexandre Rodrigues, Zê Azemar e Juanito Guedes irão visitar algumas obras de artistas do Rio Grande do Sul que são apontados como um dos precursores do suingue e samba-rock feitos do Brasil, Luis Vagner e grupo Pau-Brasil. Luis Vagner, oriundo de grupos de rock dos anos 60, The Jetsons e Os Brasas, este último com enorme sucesso no país, já instalado em SP, por volta de 1966. Depois, Luis Vagner seguiria carreira solo, implementando, de forma definitiva, este estilo, inclusive servindo de inspiração para Jorge Bem (hoje Benjor), com quem trabalhou e de quem recebeu o título de “Guitarreiro”. Tem músicas gravadas por Wilson Simonal, Wando, Fábio. Jr., entre outros.

O Pau-Brasil surgiu lá por 1974, na Escola de Samba Acadêmicos da Orgia. Formado por Bedeu, Alexandre, Leleco Telles, Ci, Nego Luis e Leco, desde cedo faziam um som diferenciado, com assinatura própria, que viria mais tarde firmar-se como um gênero musical. Seus autores, Bedeu, Alexandre e Leleco, oriundos de bandas do chamado “ié ié ié” transitavam também pelo samba com desenvoltura, o que de certo forma lhes deu base para compor diversas obras com esta mescla, samba e rock.

Gravaram dois discos, que nos dias de hoje são considerados objeto de culto. Seus autores têm músicas nas vozes de Bebeto, Neguinho da Beija-Flor, Fernanda Abreu, Ultramen e tantos outros.

Sobre o projeto

O projeto Mistura Fina define um novo momento na trajetória do Theatro São Pedro, que, agora, passa a propor projetos, ao mesmo tempo em que marca as comemorações dos seus 160 anos. Reunindo diversas linguagens, a proposta é uma agradável parada na hora do rush, para quem trabalha ou está no Centro Histórico, esperando que o trânsito acalme. Mistura Fina traz ao palco do Foyer Nobre grandes expressões da música e seus convidados para um saboroso happy hour, temperado com arte, entretenimento e bom gosto. As apresentações ocorrem sempre às quintas feiras, às 18h30h, com entrada franca. A iniciativa tem financiamento do Pró-Cultura RS e o patrocínio da Sulgás.

No total de 40 shows, se apresentarão músicos locais e de demais cidades do interior do Estado. Atualmente, o Rio Grande do Sul possui uma produção musical intensa e qualificada, marcada pela pluralidade, com músicos e compositores de altíssimo nível em todos os estilos musicais. Com curadoria afiada de Arthur de Faria e Bruno Melo, Mistura Fina – Música para Fugir do Trânsito traz ao palco do Foyer Nobre do Theatro São Pedro trabalhos bem elaborados, assegurando ao público a certeza de bons espetáculos.

Mais informações:

https://www.facebook.com/misturafinamusica

SERVIÇO:

O Quê: Mistura Fina – Música para Fugir do Trânsito

Quem: Show com Gueto Trio

Quando: Dia 21 de junho de 2018, quinta-feira, às 18h30min

Onde: Foyer Nobre do Theatro São Pedro | Praça Mal. Deodoro, s/n – Centro Histórico, Porto Alegre/RS

Quanto: Entrada franca

Duração: 60 minutos | Recomendação etária: Livre

Assessoria de Imprensa: Silvia Abreu (MTB 8679-4) | 13/06/18

Fones: (51) 98632.0145 (Oi) | (51) 982385577 (Tim)