Theatro São Pedro - Porto Alegre

Luiz Carlos Borges apresenta o álbum DOSEDUPLA neste fim de semana

Nos dias 29 e 30 de abril o gaiteiro, cantor e compositor Luiz Carlos Borges leva ao palco do Theatro São Pedro o espetáculo Luiz Carlos Borges in Concert, acompanhado dos músicos Cristian Sperandir (teclado), Ricardo Arenhaldt (bateria), Rodrigo Maia (contrabaixo), Roger Torres (guitarra) e Yuri Menezes (violão).

O repertório 100% autoral apresentará um resgate de toda sua obra, utilizando-se da sonoridade da voz, do violão e de seu instrumento preferido, o acordeom, com destaque para as canções que integram o álbum DOSEDUPLA, que será lançado no dia do evento.

Segundo Borges, a proposta de LCB In Concert é proporcionar ao público uma visão geral de sua obra, além de apresentar um apanhado de 55 anos de carreira, que pode ser vista como um grande mosaico de variados ritmos e influências musicais. “Na minha composição há uma presença constante de todos os ídolos que povoaram minha iniciação na música: Pedro Raimundo, Ernesto Montiel, Luiz Gonzaga, Cuchi Leguizamon, Chiquinho do Acordeom, Adelar Bertussi, Albino Manique, Raul Barboza, entre outros, dialogam permanentemente em minhas canções; à medida que vou descobrindo outras propostas, passo a sentir influências da sonoridade musical de Geraldo Flach, de Alegre Corrêa ou de Dominguinhos”, conta.

DOSEDUPLA, álbum que estará disponível a partir dos dois dias de shows é um disco duplo que reúne onze canções que integram a trajetória de Borges e o ainda inédito no Brasil, gravado e lançado em 1992 na Suíça, Gaucho Rider. O disco 1 traz composições de diferentes períodos da trajetória do artista, como a vencedora da 8º edição do Festival da Música Crioula de Santiago (década de 1980), A Copla de Assoviar Solito – que também estará no repertório do show. No show, Borges interpretará várias canções desta coletânea e outras que também marcaram momentos importantes na sua trajetória, como Romance na Tafona, Lições de Rio e Tristeza Chamamecera; também promete interpretar canções inéditas bem como um pot pourri de choros de sua autoria.