Theatro São Pedro - Porto Alegre

Leandro Oliveira celebra a memória de Pixinguinha no Musical Évora

Na próxima quarta-feira, 25 de abril, o violonista Leandro Oliveira celebra Pixinguinha no Musical Évora em recordação ao aniversário de 121 anos do instrumentista e compositor que consolidou o choro como gênero musical e contribuiu para o reconhecimento da música popular brasileira. A apresentação ocorre às 12h30min, na Sala da Música do Multipalco Eva Sopher, com entrada franca. Contando com a parceria do violonista argentino Eduardo Castañera, o espetáculo traz canções da época em que Pixinguinha tocava flauta, além dos choros clássicos feitos em parceria com Benedito Lacerda, arranjados para duo de violões.

O Musical Évora é uma realização da Associação Amigos do Theatro São Pedro, com o patrocínio da Évora Holding S.A. e proporciona à comunidade apresentações ao vivo, com entrada franca, sempre nas quartas-feiras úteis, trazendo o trabalho de músicos de diferentes regiões do país e do exterior. As apresentações têm em torno de 45 minugtos, contemplando diferentes estilos, como erudito, MPB, choro e jazz.

Sobre os músicos

Leandro Oliveira é formado em música e mestre em Educação. Trabalha como professor no Instituto Santa Luzia e no Centro Social Marista Irmão Antônio Bortolini. Fez parte de diversos grupos de música popular como acompanhante tocando violão e guitarra, como arranjador ou diretor musical. Em 2016, foi selecionado com o projeto 120 anos de Pixinguinha, pela Prefeitura de Porto Alegre, para a gravação do seu primeiro disco com versões inéditas das músicas de Pixinguinha para duo de violões. O lançamento do CD foi em setembro de 2017 e contou com a participação de diversos convidados do cenário musical de Porto Alegre. Atualmente, segue divulgando o trabalho com shows e oficinas.

Eduardo Castañera é argentino radicado no Brasil. Foi premiado em diversos concursos internacionais de guitarra. Participou de festivais na América Latina e na Europa como professor e concertista, apresentando-se em formações diversas, violão solo, duo de violões e solista com orquestra. É escritor do livro O Violão Prático que foi traduzido para espanhol, francês e italiano. Atualmente, atua como concertista, professor e diretor artístico do RS Guitar Festival.