Theatro São Pedro - Porto Alegre

Grupo Choro em Flor no Musical Évora

O Grupo Choro em Flor faz um resgate da obra da cantora potiguar Ademilde Fonseca no Musical Évora desta quarta-feira, dia 08 de julho. Com entrada franca, a apresentação ocorre a partir das 12h30, no Foyer Nobre do Theatro São Pedro.

O show traz ao palco alguns clássicos do repertório da cantora, conhecida como a “rainha do choro” e considerada a maior intérprete de choro cantado, reunindo temas de Pixinguinha, Zequinha de Abreu, Waldir Azevedo, Ernesto Nazareth, Jacob do Bandolim, entre outros grandes compositores do gênero. Os arranjos são concebidos por Luiz Machado, fundador do Grupo Reminiscências e orientador de grandes instrumentistas de destaque na cena nacional.

O Grupo Choro em Flor inclui as cantoras Paula Dellazzana e Bhia Tabert acompanhadas por um regional similar ao período áureo do rádio: Daniel Haddad, no violão 7 cordas, Daniela Eloy, no bandolim, Augusto Britto, no cavaquinho e Maicon Ouriques, na percussão.
O Musical Évora é uma realização da Associação Amigos do Theatro São Pedro, com patrocínio da Évora Holding S.A.

Sobre o grupo:

Bhia Tabert (voz): cantora e compositora, participou do Movimento Coral Unisinos e integrou o grupo Expresso 25 (Prêmio Açorianos de Música 2005), com direção de Pablo Trindade. Participou também do 12º Festival de Música de Porto Alegre com a canção de sua autoria “Menininha”. Desde 2008 participa da oficina de samba e choro do Santander Cultural, ministrada pelo professor Luiz Machado. Acaba de lançar seu primeiro EP autoral, Canções de Gaveta.

Paula Dellazzana (voz): integrou o Grupo Coro dos Contrários, com direção de Ernani Poeta, participando de montagens como a Ópera do Malandro (2006-2010) e apresentando-se em diversos espaços culturais da cidade de Porto Alegre. Participou das Oficinas de Samba e Choro do Santander Cultural, coordenadas por Luiz Machado entre 2009-2013. Estudou canto com a professora Lúcia Passos (São Leopoldo/RS) e violão com o professor Luiz Machado. Desde 2014 vive entre Porto Alegre e Campinas/SP, onde cursa Canto Popular na UNICAMP, sob a orientação da professora Regina Machado.

Daniel Haddad (violão sete cordas): instrumentista, participa das Oficinas de Samba e Choro do Santander Cultural coordenadas pelo Professor Luiz Machado há 04 anos. Participou do Festival de Choro em 2010 ministrado pelos professores da Escola Portátil do Rio de Janeiro e do Festival de Música de Pelotas em 2012 com ênfase em bandolim solo e cavaquinho centro. Atualmente atua como cavaco centro e violão sete cordas em grupos musicais de samba e choro.

Daniela Eloy (bandolim): instrumentista, começou sua formação no Projeto Prelúdio/UFRGS. Participou de grupos da nova geração do choro em Porto Alegre e do Festival Nacional do Choro, tendo aulas de bandolim com Pedro Amorim e com os demais professores da Escola Portátil do RJ. Participou das oficinas de choro e samba coordenadas por Luiz Machado desde 2006 e, em 2013, cursou Songwriting da Berklee College of Music.

Maicon Ouriques (percussão): participou das oficinas de cavaquinho da escola Imperadores do Samba e participa das Oficinas de Samba e Choro do Santander Cultural coordenadas pelo Professor Luiz Machado desde 2011. Atualmente estuda percussão com Luiz Machado e atua como percussionista de diversos grupos de samba e choro da região.

Augusto Britto (cavaco): instrumentista, participa das Oficinas de Samba e Choro do Santander Cultural coordenadas pelo Professor Luiz Machado desde 2012. Cursa Música Popular na UFRGS e atua como instrumentista de diversos grupos de samba e choro.

Assessoria de Comunicação Theatro São Pedro
comunicacao@teatrosaopedro.com.br