Theatro São Pedro - Porto Alegre

Freud e os escritores: Freud & Schiller – Ressonâncias atemporais

O projeto Freud e os Escritores encerra 2015, com o escritor Friedrich von Schiller, cuja letra marcou as entrelinhas da relação de Freud com a psicanálise. Freud e Anna Freud, dividem o palco com o poeta e dramaturgo Schiller, para tratar sobre a condição humana e a arte de fantasiar.

Antes da criação da psicanálise, a ideia de inconsciente já estava presente na obra de Schiller, assim como a importância da associação livre e do material onírico. Sabe-se que passagens da obra do poeta filósofo invadiam os sonhos freudianos e, que Freud conquistava sua noiva Martha, citando versos de poemas de Schiller. Quando criança, Freud interpretou Brutus, personagem da peça de Schiller: Os Bandoleiros. Inclusive, deixou registro das ressonâncias atemporais em sua obra, instigadas pela obra do dramaturgo.

Schiller foi considerado o Shakespeare alemão, rompendo as regras clássicas do teatro e marcando inclusive, a cultura musical da época.

Freud, Anna Freud e Schiller retomam as origens da psicanálise, através de uma leitura performática, em que surgem questões, que ressoam, ainda hoje, na vida contemporânea.

Serviço
Dia: 09 de dezembro (quarta-feira)
Hora: 20h
Local: Palco do Theatro São Pedro (Praça Marechal Deodoro, s/nº)
Texto: Lenira Fleck e Liana Timm
Direção: Carlota Albuquerque e Graça Nunes
Intérpretes: Janaina Pelizzon, Lenira Fleck e Liana Timm
Realização: Coletivo Território das Artes, Associação Amigos do Theatro São Pedro e Instituto APPOA
Ingressos gratuitos a partir de 02/12 na bilheteria do teatro

Texto: Assessoria Freud e os Escritores