Theatro São Pedro - Porto Alegre

50 Tons de Preta – Mistura Fina

Projeto do Theatro São Pedro que reúne diversas linguagens artísticas, em sua segunda edição, consolida-se como alternativa cultural para a hora do rusch

 

Uma das grandes bandas da atualidade, 50 Tons de Pretas abre a segunda temporada do projeto Mistura Fina – Música para Fugir do Trânsito, um dos grandes sucessos da temporada musical de 2018, que está de volta nesta quinta-feira (15), às 18h30min, no Foyer Nobre do Theatro São Pedro. A banda, protagonizada por mulheres compositoras, cantoras e instrumentistas, que levam a representatividade da mulher negra por meio da música, apresentam o show “A Mais Pura Verdade”, indicado ao Prêmio Açorianos de Música – categoria Espetáculo do Ano 2018.  A entrada é franca.

Ao todo, 40 atrações irão participar do projeto Mistura Fina – Música para Fugir do Trânsito ao longo de 2019 e até 2020, exibindo a pluralidade da produção musical que se destaca no cenário local, estadual e internacional, com ênfase aos vizinhos latino-americanos. Reunindo diversas linguagens em uma programação ainda mais diversificada, a proposta é uma agradável parada na hora do rush, para quem  trabalha ou está no Centro Histórico, esperando que o trânsito acalme.

Mistura Fina apresenta grandes expressões da música e seus convidados para um  saboroso happy  hour, temperado com arte e alta performance artística. As apresentações ocorrem sempre às quintas feiras, às 18h30min, com entrada franca. A iniciativa leva a assinatura da Associação dos Amigos do Theatro São Pedro e da Fundação Theatro São Pedro, com financiamento do Pró-Cultura RS e patrocínio da Companhia de Gás do Estado do Rio Grande do Sul – Sulgás.

Além de ser vitrine para a produção artística, o Mistura Fina tem como grande diferencial a oferta de mediação audiodescrita, operada pela Ovni Acessibilidade Universal. A mediação audiodescrita consiste na descrição clara e objetiva de todas as informações compreendidas visualmente e que não são percebidas pelo usuário (pessoas cegas ou com baixa visão), como, por exemplo, expressões faciais e corporais que comuniquem algo, como informações sobre o ambiente do Foyer, a configuração do palco e as características dos instrumentos e equipamentos, a entrada dos artistas, suas características físicas e os figurinos, sua posição e movimentação no palco, gestos e expressões ao longo dos shows, além da iluminação, possibilitando que a pessoa desfrute integralmente da obra. Define-se como mediação porque há características de informalidade e simultaneidade. Há um limite de público por show, já que não se utiliza equipamento. No máximo, são recebidos seis usuários, a cada edição.

Sobre a banda

A banda é protagonizada por mulheres compositoras, cantoras e instrumentistas, que levam a representatividade da mulher negra através da música, cantando suas histórias de luta e conquistas. O cunho político está presente nas canções que buscam refletir sobre o ainda pequeno espaço ocupado pela mulher negra, a necessidade de empoderamento feminino. “Preta, olha onde você chegou pois um dia acreditou que a vida ia sorrir pra ti…” é a letra da primeiro single lançado pela dupla. A canção deu nome ao espetáculo que circulou por mais de 15 cidades, em 2018, levando os sons autorais. Com este show, as Pretas foram indicadas ao Prêmio Açorianos de Música na categoria Melhor Espetáculo. Nestes dois anos, a banda 50Tons de Pretas vem abrindo portas e levando a representatividade para diferentes espaços culturais.

Ficha Técnica:

Dejeane Arruée: cantora e instrumentista | Graziela Pires: cantora e instrumentista | João Costa: bateria | Vladimir Godoy: baixo | Gustavo Nunes: violão | Ilana Marques: produção executiva | Débora Finocchiaro: direção | Duração: 60 minutos | Classificação: livre

Mais informações: https://www.facebook.com/50tonsdepretas/?ref=br_rs

Sobre o projeto:

O projeto Mistura Fina – Música para Fugir do Trânsito se consolida, pelo segundo ano, como um espaço de múltiplas linguagens. Ao longo deste ano e de 2020, são aguardadas 40 atrações de diferentes gêneros, estilos e formações. Aproximadamente, 120 artistas, entre cantores, atores e instrumentistas são aguardados. Atualmente, o Rio Grande do Sul possui uma produção musical intensa e qualificada, marcada pela pluralidade, com músicos e compositores de altíssimo nível em todos os estilos musicais. Com curadoria de Arthur de Faria, o Mistura Fina  levará ao público trabalhos bem elaborados, assegurando a certeza de bons espetáculos. – O Mistura Fina consolida-se como um projeto que promove os artistas gaúchos e seus convidados, porque consegue amalgamar gêneros e linguagens, unindo dança, teatro e música, em suas diversas vertentes, ressalta Dilmar Messias, diretor artístico do Theatro São Pedro. A primeira edição do projeto Mistura Fina, realizada entre março e dezembro de 2018, reuniu 40 atrações e mais de 120 artistas, com um público total, aproximado, de 4 mil pessoas.

Classificação etária

Livre

Local

Theatro São Pedro - Foyer Nobre

Datas

15 de Agosto / Quinta-feira / 18h30min Entrada franca