Theatro São Pedro - Porto Alegre

Destaque no cenário da instrumental, Rafael Lopes é atração nesta quarta-feira (12) no projeto Mistura Fina

Em seu trabalho, ele dialoga com elementos da música brasileira, latina e jazz, utilizando a improvisação como parte importante nos processos de composição e performance. Com seu violão e sua guitarra acústica, Rafael Lopes explora diferentes ambientações sonoras, formando texturas a partir da combinação de elementos rítmicos, melódicos e percussivos. No próximo dia 12 de setembro, às 18h30min, ele é atração no Foyer Nobre do Theatro São Pedro, em Porto Alegre. A iniciativa leva a assinatura da Associação dos Amigos do Theatro São Pedro e da Fundação Theatro São Pedro, com financiamento do Pró-Cultura RS e patrocínio da Companhia de Gás do Estado do Rio Grande do Sul – Sulgás. A entrada é franca.

A apresentação musical contempla o repertório autoral do violonista e compositor Rafael Lopes. O programa do show exibe, além de faixas de seus três álbuns – Entre Caminhos (2019), O Viajante Imaginário (2017) e Círculo do Tempo (2015) -, obras de compositores que são referência para a sua produção, como Django Reinhardt, Egberto Gismonti e Pat Metheny.

Rafael Lopes iniciou seus estudos de violão e violino aos 11 anos, em Porto Alegre. Durante a adolescência, foi aluno do Conservatório Pablo Komlós (OSPA), período em que teve os primeiros contatos com a guitarra jazz, improvisação e composição musical. Graduado em violão pela UFRGS e mestre em música pela UFPR, contou, em sua formação, com a colaboração de músicos e professores como Mário Laginha, Kurt Rosenwinkel, Daniel Sá, Julio Herrlein, Paulo Inda e George Russell Jr.. Em 2012, fez curso de extensão em performance pela Berklee College of Music no Umbria Jazz 12′ (Itália), onde foi premiado com uma bolsa de estudos e teve a oportunidade de tocar no festival. Durante os anos de 2013/14, passou um período vivendo na Europa, onde trabalhou e cursou disciplinas da pós-graduação em Performance Jazz, na Universidade de Aveiro, em Portugal. Integra a Camerata Violões de Porto. Recebeu indicação ao Prêmio Açorianos de Música na categoria intérprete instrumental em 2018, além de duas menções como um dos destaques no cenário da música instrumental brasileira em 2015 e 2017, pelo site “Melhores da Música Brasileira”.

Link do evento: https://bit.ly/2MLtv9J

Sobre o projeto:

O projeto Mistura Fina – Música para Fugir do Trânsito se consolida, pelo segundo ano, como um espaço de múltiplas linguagens. Apresenta grandes expressões da música e seus convidados para um saboroso happy hour, temperado com arte e alta performance artística. Ao longo deste ano e de 2020, são aguardadas 40 atrações de diferentes gêneros, estilos e formações. Aproximadamente, 120 artistas, entre cantores, atores e instrumentistas são aguardados. Atualmente, o Rio Grande do Sul possui uma produção musical intensa e qualificada, marcada pela pluralidade, com músicos e compositores de altíssimo nível em todos os estilos musicais. Com curadoria de Arthur de Faria, o Mistura Fina levará ao público trabalhos bem elaborados, assegurando a certeza de bons espetáculos.

Mais informações:

http://www.teatrosaopedro.com.br/

https://www.facebook.com/misturafinamusica

SERVIÇO:

O Quê: Rafael Lopes, atração do Mistura Fina – Música para Fugir do Trânsito
Quando: Dia 12 de setembro, quinta-feira, das 18h30min às 19h30min
Onde: Theatro São Pedro | Praça da Matriz, s/n°, Centro Histórico, Porto Alegre-RS
Quanto: Entrada franca
Classificação etária: Livre